Português Español Italiano English
Apostilas PDF Grátis
Sitemap Adobe Autodesk Corel Microsoft Open Source Variadas

Apostila Manual hipnotismo


 









Apostila Manual hipnotismo

Apostila Manual hipnotismo BAIXA ESTA APOSTILA GRÁTIS
Apostila em formato PDF para que você possa guardá-lo para o seu leitor de PC, e-book ou impressão.


Vínculo Patrocinado



Nota: A Apostila você está prestes a baixar está compactado formato. Rar, se você não tiver um descompactador de arquivos rar você pode baixar o 7-zip e você pode exibir o Foxit Reader PDF.



Índice Apostila Manual hipnotismo


Curso de Hipnose
INTRODUÇÃO
É de extrema importância que o discípulo preste particular atenção
Valor do desenvolvimento da Força de Vontade
É necessário fazer experiência constantemente
O objeto destas experiências
Como evitar o fracasso
Experiência no estado de Vigília
Primeira Experiência
Provocação do afrouxamento muscular
Como Sentarse
Efeito do Sinal
Novos conselhos
Como dirigir a primeira experiência
Como fortificar a confiança que depositou em você mesmo
O que importa dizer na prova da queda para frente
Cuide para que o paciente não se machuque
Como fazer face à oposição e ao ceptismo
A experiência realizada em sentido contrário
Prova da queda para trás
Bata palmas, como um sinal
Segunda Experiência
Chamando uma das três pessoas presentes e fazendo
Prova da junção das mãos
Resistência e seu efeito
Reforço da Impressão
Exercite até a perfeição
Terceira Experiência
Nas duas primeiras Experiências
Ação de influenciar sem contato
Efeito da concentração do olhar
Análise racional da experiência
Chave que conduz ao bom êxito
Quarta Experiência
Oclusão dos olhos
Resultado de uma idéia fixa
Ação de tranqüilizar o paciente
É impossível não ser bem sucedido
Quinta Experiência
Interdição da palavra
Como dirigir a experiência
Não pode pensar nem falar
Sexta Experiência
Método para afetar as sensações do corpo
O que fazer
Explicação
Onde se assenta a base da cura
Alguns conselhos
Conclusão
Lição I
O hipnotismo considerado como agente na vida humana
Fim desta obra
Perfeição deste método
Cada um pode aprender a empregar a força
Importância do hipnotismo profundo
Importância do motivo elevado nas investigações psicológicas
Muitos se tem ocupado do hipnotismo
Lição II
Método de sugestão verbal
Tomemos por um momento o lugar do Dr. Liébeault
Maneira de proceder de Liébeault
O Objetivo deste método
Sugestão para o sono
Segundo Tratamento
Conclusão do segundo Tratamento
A memória está sujeita à sugestão
Lição III
A arte de aplicar o Mesmerismo
O operador que tem autoridade
Método para aplicar o Mesmerismo
Emprego dos passes longos
Como conhecer o sono Magnético
Lição IV
Método empregado na Índia
O que se deve fazer para induzir o sono por estes meios
Neste caso, não faça experiências
Lição V
Método para hipnotizar diversas pessoas
Explicações preliminares
Maneira de conhecer os sintomas
Método para despertar os participantes
Conclusões tiradas de seu testemunho
Lição VI
As qualidades de um bom operador
A questão do sexo não tem importância
O que é o Hipnotismo?
Importância do seu procedimento
Por exemplo
Método para desenvolver um olhar poderoso
Lição VII
Quais são os melhores pacientes?
Exceção a regra
O que constitui um paciente resistente
Lição VIII
Exemplo característico
Como começar a influenciar uma criança
O que se deve dizer
O objeto deste método
Guardai silêncio no aposento
O efeito sobre a ação muscular do rapaz
A primeira fase da catalepsia ou rigidez muscular
Maneira de fazer desaparecer a rigidez
O efeito das vossas sugestões
A razão está afetada
Outras evidências do estado receptivo do seu espírito
Método para adormecer
Maneira de induzir sugestões rápidas e positivas
Uma experiência de ilusão do sentido do vista
O sonambulismo ativo
Ilusão do sentido do gosto
Método para reprimir o sentido do olfato
Evidência do emprêgo das ilusões
A alucinação da vista
Método para converter o Sonambulismo em Sono
Método para ministrar sugestões instrutivas
Lição IX
O espírito semiconsciente
A evidência de uma dupla consciência
As criações da nossa consciência durante o sonho
Propriedades comuns
Todos os eventos da vida são registra dos no espírito semi-consciente
A credulidade dos pacientes semiconscientes
Vis medicatrix naturoe
LIÇÃO X
Diferença entre o hipnose e o sono natural
Cura durante o sono natural
O método reproduzido na França
Método para dar sugestões durante o sono
Processo para ministrar sugestões calmantes
Cura da gagueira
Uma experiência de sonambulismo passivo
LIÇÃO XI
As sugestões pós-hipnóticas
Como dar as sugestões pós-hipnóticas
O paciente pede excusas pelo seu procedimento
Método para aumentar a força da sugestão
Quando as Sugestões não dão bons resultados
As sugestões podem ser recusadas
Quanto tempo estas experiências podem durar
O que se chama hipnotismo instantâneo
Como triunfar da resistência da paciente
Porque o operador tem bom êxito quando insiste
Onde reside o perigo
O que se deve fazer em semelhante caso
Importância das sugestões pós-hipnóticas
LIÇÃO XII
O estudo de catalepsia
Como se provoca
O perigo dessa condição
O estado torna-se involuntário
LIÇÃO XIII
Como aumentar a força muscular pela hipnose
Eleito da delicadeza que ela produz sobre os sentidos
Como tratar a enxaqueca
Análise racional da causa da dor
Como tornar o cura durável
Modos de proceder nos casos de reumatismo
LIÇÃO XIV
Um processo apreciável
A Sua eficácia na ausência do operador
O hipnotismo a distância
LIÇÃO XV
O valor do hipnotismo paro o médico
Como o doutor pode empregar a sugestão
Os efeitos produzidos
Não façais tentativas
A atitude da profissão médica
As forças mais simples são as mais poderosas
LIÇÃO XVI
Método para influenciar as mulheres nervosas
Porque este método surte bom efeito
Estudai os vossos doentes
Não vos desanimeis nunca
Valor de uma mudança de método
LIÇÃO XVII
O hipnotismo para o dentista
O objeto brilhante empregado como método
Evitai a palavra hipnotismo
Porque os dentistas não aconselham francamente a hipnose
LIÇÃO XVIII
O hipnotismo aniquilador da dor
A força do homem
A dupla natureza da força
A exaltação do êxtase religioso
A ação das relíquias usadas como meios de cura
O alívio do sofrimento pela indução do sonambulismo passivo
Experiência sobre a atividade do sonho
A renovação do sonho
A idiossincrasia dos pacientes sob a influência do hipnotismo
O efeito do coma
Hipnotismo profundo
LIÇÃO XIX
Fatos concernentes ao hipnotismo instantâneo
Um método de teatro
Ação prodigiosa do medo
A sua aplicação em cena
Método empregado
Sugeslões rápidas
A hipnose pela telepatia
Tais casos se encontram às vezes
A filosofia do poder da vontade no Mesmerismo
LIÇÃO XX
Suscetibilidade dos pacientes
Um método para operação
0utro método que dá os mesmos resultados satisfatórios
Auto-hipnose
Rotação da cabeça
Magnetismo da água
Magnetismo do papel
A sugestão do sono pela eletricidade
O emprego do cristal
A visão dos coisas no cristal
A hipnose depende da atenção e não da circulação do sangue
Método de indução ao sono pelo acréscimo do carbono no sistema
Conversão do auto-hipnotismo em hipnose própria
Meio para empregar a auto-sugestão
Método para provocar a fadiga muscular
LIÇÃO XXI
Clarividência
Diferença entre a clarividência e a transmissão do pensamento
Como desenvolver a clarividência nos pacientes
Prova de clarividência
Uma viagem de clarividência
Evitai o crítica Severa
História autêntica de um fenômeno raro de clarividência
Transmissão do gosto
Transmissão da sensação
Transmissão do pensamento
Vista do mecanismo interno da corpo
Experiência de clarividência
Viagem da alma
Estado lúcido
Diagnóstico pela clarividência
LIÇÃO XXII
Cura do vício da embriaguez pelo hipnotismo
Sofisma do tratamento material
Meio de curar a embriaguez
Meios empregados para essas curas
Hábito da morfina e da Cocaína
Perigo das curas pelos anúncios
Filosofia da "pílula" de pão
A eletricidade considerada como um adjuvante
LIÇÃO XXIII
Como acordar o paciente
Passes empregados para acordálo
Fazei passar sempre as alucinações
Auto-hipnose involuntária
Ação de fazer passar esta tendência
Maneira de imunizar o paciente
A provocação da hipnose não Cansa nunca
LIÇÃO XXIV
Qual é a porcentagem das pessoas que podem ser hipnotizadas?
O hipnotismo predispõe para o enfraquecimento da vontade?
Quanto tempo a influência pode durar desde que o paciente está acordado?
Que proteção pode ter uma senhora hipnotizada contra um operador privado de escrúpulos?
Suponha que um paciente seja hipnotizado e que se lhe dê como sugestão o não poder ele lembrar-se do seu nome, ao acordar!
Figuremos, agora, que o operador desapareça de propósito; quanto tempo a memória permanecerá afetada?
Conclusão
O hipnotismo nos fornece todas essas vantagens
O hipnotismo empregado por um pai sobre
O hipnotismo por si mesmo não é mau

Baixar




Baixe o descompactador 7-zip
Baixe o Foxit Reader baixo para ler os apostila.






ApostilasPDF © 2009 - Licença Creative Commons