Português Español Italiano English
Apostilas PDF Grátis
Sitemap Adobe Autodesk Corel Microsoft Open Source Variadas

Apostila Manual fotografia e cinematografia básica


 









Apostila Manual fotografia e cinematografia básica

Apostila Manual fotografia e cinematografia básica BAIXA ESTA APOSTILA GRÁTIS
Apostila em formato PDF para que você possa guardá-lo para o seu leitor de PC, e-book ou impressão.


Vínculo Patrocinado



Nota: A Apostila você está prestes a baixar está compactado formato. Rar, se você não tiver um descompactador de arquivos rar você pode baixar o 7-zip e você pode exibir o Foxit Reader PDF.



Índice Apostila Manual fotografia e cinematografia básica


DA CAPTAÇÃO À FINALIZAÇÃO
Os Sistemas Híbridos Eletrônicos/Químicos
Vídeo
Como se forma a imagem do vídeo
Pequeno CCD de uma câmera amadora de fotografia e vídeo
A tabela abaixo mostra alguns desses sistemas e suas implicações
Esquema do entrelaçamento
Dos campos formando um quadro completo, no caso em NTSC, cujo frame rate é de 1/29,97 quadros (aprox. 1/30) por segundo
O registro da Imagem
O Registro Digital e o Registro Analógico
Como funciona o vídeo digital
Esquema básico do processo que uma imagem passa de sua captura pelo CCD à transformação em sinal digital, onde então será gravado em algum suporte
FORMATOS DE VÍDEO
Formato Segmento Tipo Formato Segmento Tipo
Digital Betacam profissional digital Digital-8 consumidor Digital
DVC HD profissional digital S-VHS semi-profissional analógico
DVCPRO50 profissional digital Hi-8 semi-profissional analógico
DVCPRO profissional digital
DVCAM profissional digital ¾ pol. (u-matic) profissional analógico
Mini-DV consumidor / semi-prof. digital VHS consumidor analógico
Betacam SP profissional analógico 8 mm consumidor analógico
Diferentes fitas de qualidade DV
Ao fundo, DV CAM, no meio, DVCPRO, e à frente, Mini-DV
Todas têm a mesma resolução, mas compressões diferentes
Formato Número de linhas (aprox.) PIXELS por linha Taxa de Compressão
O cinema e o vídeo
Telecinagem
Esquema de telecinagem com Pull Down 3:2
Film Transfer
CRT
Raio catódico convencional
LASER
Sistema da Arriflex, o Arrilaser, que varre o negativo com um feixe de laser, imprimindo a imagem do vídeo na película
EBR
Sistema da SONY, por elétrons, que grava separadamente o RGB em película preto-e-branco, como um Technicolor Digital
Processos de Finalização
A Finalização Tradicional: Sistema Ótico-químico
Acima, uma moviola de 4 pratos
1 ou 2 para imagem e 2 ou 3 para som. A maioria das moviolas trabalha com 1 prato para imagem e 3 para som
À direita, uma coladeira
Os copiões de trabalho são cortados e emendados com durex nelas
Nagra
O som ótico
Um canal (mono), à direita, e 2 canais (stéreo) abaixo
As ampliações são de material positivo
Cópia final (no caso, 16mm), já com o som ótico
Sistemas modernos de Edição e Pós-Produção
Claquete eletrônica
CAPTAÇÃO EDIÇÃO FINALIZAÇÃO SUPORTE FINAL
Uma moderna ilha de edição não-linear (como as moviolas): o AVID

Baixar




Baixe o descompactador 7-zip
Baixe o Foxit Reader baixo para ler os apostila.






ApostilasPDF © 2009 - Licença Creative Commons